Shawn Mendes e Camila Cabello estapam a capa da V Magazine

Notícia publicada por Equipe Conexão Shawn Mendes em Destaque

Shawn Mendes e Camila Cabello não param! Depois de terem se unido para lançar o single “Señorita”, agora estão estampando a capa (e recheio) da V Magazine. Para a revista, os cantores entrevistaram um ao outro. Em um bate papo extrovertido, falaram um pouco sobre fama, amadurecimento, medos e revelam que seus empresários surtaram ao saber que ambos tinham uma nova parceria em mente. Confira a tradução completa:

CC: É, exatamente. Como você avalia o sucesso de um novo single ou álbum fora dos charts e números?

SM: Pessoas na rua. Tipo, só as pessoas. E na vida, sem nada a ver com a internet. Se você está andando na rua e alguém diz “Eu amo sua música nova,” isso é uma coisa. Porque eu acho que qualquer um pode dizer coisas facilmente na internet. Mas alguém que diz pessoalmente é porque realmente ama aquilo.

CC: Eu gosto muito quando eu vejo criancinhas cantando. Quando um fã manda tipo “Olha meu irmãozinho cantando.

SM: Sim, isso significa que está fazendo a diferença.

CC: Eu acho isso muito legal.

SM: Então, “Señorita.” Eu tive que falar em Espanhol ontem. Foi insano.

CC: Wow, eu não ouvi ainda.

SM: Eu não ouvi também.

CC: Faz agora.

SM: Não.

CC: Só um verso.

SM: Não, eu não consigo lembrar nenhum verso.

CC: Ok, alguns detalhes engraçados sobre a música. A música está em criação há oito meses.

SM: Demorou 10 meses para eu convencer a Camila a cantar essa música comigo.

CC: Isso é verdade. Meus fãs absolutamente vão me odiar agora.

SM: Ah, eles deveriam.

CC: Eles vão dizer tipo “Ela é idiota.” Honestamente, demora o tempo certo para as coisas acontecerem, eu acho. Sabe?

SM: Sim, 100 por cento. Nós fizemos uma música antes…

CC: Nós queríamos fazer uma música chamada “I Know What You Did Last Winter” e “I Know What We Did Last Fall“.

SM: E nossos managers ficaram tipo—

CC: Eles disseram “Não,” e nós “O que?!” Nós quase demitimos eles. Nós ficamos tipo “O que vocês querem dizer? Como isso não é uma boa ideia?

SM: E a “Last Fall” foi uma ideia muito legal.

CC: Foi muito legal. E aí nós fizemos a versão de inverno que era tipo a versão Game of Thrones.

SM: Sim, Natal Game of Thrones.

CC: Sim, e aí nós fizemos da primavera, que era tipo flores.

SM: Sim, mas nenhuma dessas funcionou. Mas “Señorita” ficou boa. Eu acho que essa é provavelmente a maior antecipação que eu já tive para lançar uma música. Além de “I Know What You Did Last Summer.”

CC: Eu sei, eu também. É doido porque ninguém sabe que isso está acontecendo. O que tem sido muito, muito legal, pois nós conseguimos guardar segredo.

SM: Literalmente ninguém tem ideia. As pessoas provavelmente nem pensam que nós estamos no mesmo lugar do mundo.

CC: Nós estamos olhando o vídeo de “I Know What You Did Last Summer” e nós estávamos a 9 metros de distância.

SM: Mas agora esse vídeo é basicamente o completo oposto. Nós crescemos um pouco.

CC: Sim, eu acho que nós definitivamente amadurecemos. Eu acho que quando nós tínhamos aquela idade nós não sabíamos o que estava acontecendo. Nós só estávamos passando pelas coisas.

SM: Eu não sabia o que estava acontecendo o tempo todo.

CC: E agora eu sinto que vou lembrar desse momento, ao contrário—

SM: Daquela época. Eu acho que nós só estávamos fazendo o que estava bem na nossa frente. Agora nós ficamos tipo “Ok, isso é desconfortável. Vamos fazer tal coisa por causa de tal coisa. Vamos nos forçar porque é difícil. Vamos nos forçar porque é desconfortável. E isso está sendo ótimo.

CC: Quais são seus planos pessoais para os próximos 5 anos? Como você acha que amadureceu como pessoa nos últimos 5 anos?

SM: Eu acho que todas as coisas que eu achava que eram importantes estavam erradas. Tipo três anos atrás. As coisas com as quais eu me preocupava, as coisas as quais eu esperava que as pessoas gostassem, e só estresse desnecessário e ansiedade com coisas que eu não precisava me preocupar… Eu ficava muito nervoso com tudo.

CC: Eu sei, eu costumava ficar muito nervosa e meio que sofrer até durante as coisas boas até que eu pensei, “Então quando que eu vou aproveitar a minha vida?

SM: Você vai cantar no Grammy— bem, não o Grammy, mas você vai cantar em algum lugar e é tipo—

CC: Na verdade, aquela foi a primeira vez que eu curti o Grammy.

SM: Eu também, eu amei.

CC: E eu pensei, quer saber? Se isso é o que você vai fazer 90 por cento do seu tempo, qual é o sentido de estar miserável?

SM: 100 por cento. Então qual é o sentido?

CC: Então só não faça isso.

SM: Eu era literalmente assim. Eu sinto que naquela época nós éramos tipo “Ai meu Deus, eu tenho que cantar de manhã.

CC: E aí eu percebi, qual é o sentido? Eu percebi que as opiniões das pessoas não importam tanto assim para mim. Elas não importam tanto quanto minha experiência.

SM: Exatamente.

CC: Foi uma coisa muito grande para mim. Eu ficava “Ok, eu estou muito nervosa para essa entrevista ou essa sessão porque eu me importo com o que as pessoas que eu nem conheço pensam.” Qual é o sentido? Eu nem as conheço.

SM: Eu começava a cantar e a pensar sobre o que as pessoas estavam pensando sobre mim; eu nem estava pensando sobre cantar. Eu ficava literalmente só pensando no que as pessoas estavam pensando sobre mim, e só agindo mecanicamente?

CC: Amor próprio é ser tipo “Eu só me importo com a experiência que eu estou tendo, não com o que outra pessoa pensa de mim.

SM: 100 por cento. Especialmente quando você é jovem. Esse é o momento no qual eu deveria estar me divertindo, e não me estressando.

CC: Com certeza. Ok, última pergunta. O que é algo que você gostaria de fazer, que não tem a ver com música, na sua carreira?

SM: Eu quero abrir uma cafeteria. É muito simples, mas—

CC: Legal. Eu quero ter um podcast. Eu amaria fazer um podcast.

SM: Ok, eu também! Eu acho que seria incrível.

CC: Eu amo podcasts. Eu nunca achei que iria querer fazer isso.

SM: Sobre o que você falaria?

CC: Eu entrevistaria pessoas tipo assim e só perguntar coisas não relacionadas.

SM: Nada a ver com música.

CC: Ou as perguntas que ninguém pergunta. Como “Qual é o seu maior medo? O que te faz chorar?” A parte humana que você nunca vê.

SM:The Human,” tem que ser o nome.

CC:The Human Experience.

SM: É, algo assim.

CC: Esse não é o nome do álbum do John Bellion?

SM: É o nome mas você deveria—

CC: Eu amo isso, porque eu realmente… Quanto mais eu cresço, eu penso que você só vê a superfície do que todos estão passando. E isso te faz sentir muito mais conectada.

SM: Qual é o seu maior medo?

CC: Meu?

SM: É.

CC: Eu acho que o meu maior medo a maioria do tempo é cometer erros. Eu tenho que trabalhar nisso. Eu sinto que sempre estou com medo de fazer a decisão errada. E então eu fico paralisada. Então eu acho que eu deveria confiar mais.

SM: Nós temos que confiar, mesmo se for a decisão errada, ela é a certa porque te ensina a não fazer isso de novo, o que é o único jeito.

Shawn Mendes lança “Señorita”, nova colaboração com Camila Cabello

Notícia publicada por Nana Bazzi em Charts

Na madrugada de hoje (21), Shawn Mendes lançou “Señorita” em parceria com Camila Cabello.

Além de disponibilizarem o single em todas as plataformas digitais, os cantores também lançaram um clipe para a canção. Dirigido por Dave Meyers, conta com uma vibe dançante, e ao mesmo tempo, sensual e intimista, onde Shawn e Camila interpretam um casal. Confira abaixo:

Com menos de 12 horas de lançamento, “Señorita” já alcançou o 3º lugar no iTunes US e mais de 7 milhões de visualizações.

Composta por Shawn e Camila, “Señorita” carrega o título em espanhol – mas uma letra inteiramente em inglês, confira:

SEÑORITA

[Chorus: Camila Cabello]

I love it when you call me señorita

I wish I could pretend I didn’t need ya

But every touch is ooh-la-la-la

It’s true, la-la-la

Ooh, I should be runnin’

Ooh, you keep me coming for ya

 

 

[Verse 1: Shawn Mendes]

Land in Miami

The air was hot from summer rain

Sweat drippin’ off me

Before I even knew her name, la-la-la

It felt like ooh-la-la-la, yeah no

Sapphire moonlight, we danced for hours in the sand

Tequila sunrise, her body fit right in my hands, la-la-la

It felt like ooh-la-la-la, yeah

 

 

[Chorus: Camila Cabello & Shawn Mendes]

I love it when you call me señorita

I wish I could pretend I didn’t need ya

But every touch is ooh-la-la-la

It’s true, la-la-la

Ooh, I should be runnin’

Ooh, you know I love it when you call me señorita

I wish it wasn’t so damn hard to leave ya

But every touch is ooh-la-la-la

It’s true, la-la-la

Ooh, I should be runnin’

Ooh, you keep me coming for ya

 

 

[Verse 2: Camila Cabello & Shawn Mendes]

Locked in the hotel, there’s just some things that never change

You say we’re just friends

But friends don’t know the way you taste, la-la-la

‘Cause you know it’s been a long time coming, don’t ya let me fall, ooh

Ooh, when your lips undress me

Hooked on your tongue

Ooh, love your kiss is deadly, don’t stop

 

[Chorus: Camila Cabello & Shawn Mendes]

I love it when you call me señorita

I wish I could pretend I didn’t need ya

But every touch is ooh-la-la-la

It’s true, la-la-la

Ooh, I should be runnin’

Ooh, you know I love it when you call me señorita

I wish it wasn’t so damn hard to leave ya

But every touch is ooh-la-la-la

It’s true, la-la-la

Ooh, I should be runnin’

Ooh, you keep me coming for ya

 

 

 

[Outro: Camila Cabello & Shawn Mendes]

All along I’ve been coming for ya (For you)

And I hope it means something to you

Call my name, I’ll be coming for ya

Coming for ya

For ya

For ya (Oh, she loves it when I come)

For ya

Ooh, I should be runnin’

 

Ooh, you keep me coming for ya

SEÑORITA (TRADUÇÃO)

[Refrão: Camila Cabello]

Eu adoro quando você me chama de señorita

Eu queria poder fingir que não precisava de você

Mas cada toque é ooh-la-la-la

É verdade, la la la

Ooh, eu deveria estar fugindo

Ooh, você continua fazendo com que eu volte para você

 

[Verso 1: Shawn Mendes]

Desço em Miami

O ar estava quente da chuva de verão

Suor escorrendo de mim

Antes mesmo de saber o nome dela, la-la-la

Parecia ooh-la-la-la, sim, não

Luar de safira, nós dançamos por horas na areia

Tequila ao nascer do sol, o corpo dela se encaixa bem em minhas mãos, la-la-la

Parecia ooh-la-la-la, sim

 

[Refrão: Camila Cabello e Shawn Mendes]

Eu adoro quando você me chama de señorita

Eu queria poder fingir que não precisava de você

Mas cada toque é ooh-la-la-la

É verdade, la la la

Ooh, eu deveria estar fugindo

Ooh, você sabe que eu adoro quando você me chama de señorita

Eu queria que não fosse tão difícil deixar você

Mas cada toque é ooh-la-la-la

É verdade, la la la

Ooh, eu deveria estar fugindo

Ooh, você continua fazendo com que eu volte para você

 

[Verso 2: Camila Cabello e Shawn Mendes]

Trancado no hotel, há apenas algumas coisas que nunca mudam

Você diz que somos apenas amigos

Mas amigos não sabem como é o seu gosto, la-la-la

Porque você sabe que tem sido um longo tempo, não me deixe cair, ooh

Quando seus lábios me despirem

Enganchado na sua língua

Ooh, amo seu beijo mortal, não pare

 

[Refrão: Camila Cabello e Shawn Mendes]

Eu adoro quando você me chama de señorita

Eu queria poder fingir que não precisava de você

Mas cada toque é ooh-la-la-la

É verdade, la la la

Ooh, eu deveria estar fugindo

Ooh, você sabe que eu adoro quando você me chama de señorita

Eu queria que não fosse tão difícil deixar você

Mas cada toque é ooh-la-la-la

É verdade, la la la

Ooh, eu deveria estar fugindo

Ooh, você continua fazendo com que eu volte para você

 

[Outro: Camila Cabello e Shawn Mendes]

Todo o tempo eu estive vindo por você (por você)

E eu espero que isso signifique algo pra você

Chame meu nome, eu voltarei por você

por você

por você

por você (Ah, ela adora quando eu venho)

Por você

Ooh, eu deveria estar fugindo

Ooh, você continua fazendo com que eu volte para você

Provocando uma onda de histeria por onde passa, a estrela da nossa capa de dezembro Shawn Mendes provou o porquê de ser um dos maiores fenômenos adolescentes da atualidade. Shawn Mendes é uma espécie de “rockstar moderno” da nova geração – um título do qual ele parece se orgulhar. Durante uma entrevista exclusiva nos bastidores de seu show em Singapura, ele falou sobre a carreira e o sucesso apesar da pouca idade. Com apenas 19 anos de idade, basta acompanhar a performance do cantor canadense num palco para se convencer de seu inegável talento nato. E é porque estamos cientes do efeito que ele causa nas pessoas que não nos surpreendemos com os cerca de cinco mil fãs nos recebendo com saudações ensurdecedoras e o zumbido esmagador de uma multidão surpreendentemente diversificada. Desde os namorados acompanhando suas parceiras até os pais tomando conta das filhas aos prantos, os “Mendes Army” eram só entusiasmo durante a apresentação de Shawn, que subiu ao palco ritmado pelos acordes do seu hit mais recente, “There’s Nothing Holdin’ Me Back “ (música que agitou o público e transformou o ambiente numa grande festa). Munido com uma de suas inúmeras guitarras, o dono de vocais perfeitos transita pelos seus grandes sucessos como “Life of the Party”, “Three Empty Words” e “A Little Too Much”. Mas é em “Bad Reputation” que a atmosfera assume maior profundidade – a música é, inclusive, definida por ele como “visualmente grandiosa”. Destaque também para a apaixonante “Mercy”, ainda mais incrível devido à iluminação e responsável por boa parte das lágrimas e gritos. Enquanto mantinha seu público entretido e interagia com ele sempre que possível, Shawn parecia saber exatamente como conduzir o coro de vozes que se juntava à dele. Neste cenário, até mesmo os menores detalhes despertam a euforia dos fãs  – os sorrisos radiantes do canadense ao final de cada música são um exemplo perfeito disso. E se levarmos em conta os meros três anos de experiência de Shawn, é ainda mais surpreendente a sua postura profissional. Com uma coleção de prêmios conquistados, uma base de fãs devotada e agora uma visível influência global, nos perguntamos o que está por vir para Shawn Mendes em 2018, algo que ele tenta responder durante sua entrevista para a Teenage Magazine.  

(Foto: Ambry Nurhayati / Bandwagon)

  Essa é a sua primeira turnê em arenas e também seu primeiro show em Singapura. Como você se sente com tudo que está acontecendo?
Shawn: É maravilhoso! Meus fãs de Singapura vem me pedindo para vir há algum tempo e eles parecem realmente animados, então estou feliz também de estar aqui
O que você achou de Singapura? Já provou alguma de nossas comidas típicas?
Shawn: “Tem sido ótimo, eu amei estar aqui. É muito similar ao ocidente, a maioria das pessoas fala inglês e me faz sentir em casa mesmo eu estando bem longe do Canadá. Em relação à comida, eu praticamente não provei nada ainda. Acho que estou tentando não me aventurar demais porque tenho medo. Se algo aqui for similar ao Durian (uma fruta típica conhecida por ter um cheiro desagradável), eu prefiro jamais comer.
Você recebeu inúmeros conselhos do Ed Sheeran e Taylor Swift no início de sua carreira. O que você diria para um jovem músico que está tentando conquistar espaço nas redes sociais?
Shawn: Apenas escreva sobre o que você acredita e cante o que gosta, porque se você fizer com a sua carreira algo que não goste apenas para tornar-se reconhecido, isso não funcionará de verdade.
Até o ano passado você era um adolescente. O que o Shawn de agora diria para o Shawn de treze anos?
Shawn: Eu diria a ele para se acalmar e que as coisas vão funcionar. Acho que você não consegue pensar com clareza quando tem treze anos, tudo te assusta.
O mundo todo é apaixonado pelo seu relacionamento com Camila Cabello. Vocês dois não são um casal, mas eu gostaria de te perguntar: Você acha que Camila seria uma boa namorada?
Shawn: Com certeza! O próximo cara que se apaixonar por ela deveria pedi-la em casamento. Camila é uma amiga maravilhosa e eu a amo. Ela tem um grande senso de humor e é uma das pessoas mais determinadas que já conheci.
O que você acha sobre os novos singles dela?
Shawn: Eu adoro, são músicas ótimas! Acho “I Have Questions” e ‘Havana’ maravilhosas, e ‘Never Be The Same’ é incrível também. Eu tive a oportunidade de ouvi-la antes do lançamento e não consigo mais parar de escutar.
Alguns fãs achavam que Camila Mendes [atriz da serie Riverdale] era o nome do seu ‘shipp’ com Camila Cabello . Você gosta de Riverdale? E qual casal você prefere: Verônica (Camila Mendes) e Archie (K.J Apa) ou Betty (Lili Reinhart) e Jughead (Cole Sprouse)?
Shawn: Acho que eu shipparia Veronica e Archie.Na verdade eu vi essa historia envolvendo a Camila Mendes e achei bem engraçado.
Ed Sheeran é claramente uma de suas maiores referências. Você já considerou a possibilidade de gravar um dueto com ele? Existe alguma outra parceria na qual você tem interesse?
Shawn: Eu iria amar ter uma música com o Ed! Nós já conversamos sobre isso algumas vezes, mas nossas agendas fazem com que a gente nunca esteja no mesmo lugar, então é complicado. Sobre fazer parcerias, são muitos os artistas com quem eu adoraria trabalhar… Acho Khalid fantástico e seria incrível poder gravar com Alicia Keys e Bruno Mars também.
Nos fale sobre seus projetos futuros. Podemos esperar por um terceiro álbum?
Shawn: Sim, venho trabalhado bastante nisso ultimamente. Sempre estou escrevendo novas músicas e garanto que o CD será lançado em breve. Mas não posso dar detalhes ainda. Talvez eu grave algumas parcerias, mas realmente não posso falar muito sobre isso.
Você já falou algumas vezes sobre controlar o que posta nas redes sociais, porque a internet pode ser um lugar negativo e tóxico. Porém, é claro que às vezes é inevitável dizer certas coisas. Como você encontra o equilíbrio entre expressar suas opiniões e decidir o que não deve tornar público?
Shawn: Essa é uma pergunta ótima. Eu não acredito que haja um método para encontrar o equilíbrio, mas acho que as redes sociais são melhor utilizadas quando você é positivo e faz uso dela para enviar mensagens positivas. Quando isso acontece, acaba se tornando algo maravilhoso para fazermos parte. No entanto, quando há negatividade e ódio na Internet, isso afunda as pessoas em mais coisas ruins, afetando elas e quem as cerca. Acho que eu simplesmente prefiro espalhar boas ideias, e guardar as opiniões ruins somente para mim.
Não é exatamente um segredo que você detesta tomates. Se tivesse que escolher entre comer um tomate inteiro ou perder uma queda de braço para o Charlie Puth, qual opção você escolheria?
Shawn: [Risos] Provavelmente preferiria perder uma queda de braço para o Charlie, mesmo sabendo que isso nunca aconteceria de verdade.
Estamos na reta final da sua turnê. Quais os seus planos para 2018?
Shawn: Eu não sei muito bem, meu projeto para o próximo ano é, basicamente, continuar com a música e lançar um álbum melhor do que tudo que eu fiz até agora.
2017 foi um grande ano para você – músicas no topo das paradas, vários prêmios, sua turnê … Qual foi a sua maior realização pessoal?
Shawn: Essa é uma pergunta difícil. Eu diria que provavelmente a turnê é uma das minhas memórias preferidas porque foi muito divertida. Toda vez que eu saio do palco e sei que o show foi bom, independente de estar tocando na Europa, no Canadá ou em Singapura, é o melhor sentimento do mundo.
Apesar dos fãs sempre terem esperado que Shawn Mendes, de 19 anos, e Camila Cabello, de 20 – com quem o cantor canadense gravou o sucesso “I Know What You Did Last Summer” em 2015 – tivessem um relacionamento amoroso, Mendes explica que isso nunca aconteceu. “Somos apenas bons amigos, eu a amo e ela é uma das minhas melhores amigas”. “Ela tem um senso de humor incrível e é, provavelmente, a pessoa mais determinada que eu conheço. O cara que encontrá-la deveria se casar com ela”, ele disse ao The New Paper em uma entrevista concedida no ultimo sábado, antes de realizar seu primeiro show em Singapura. Ainda sobre Camila, Mendes disse adorar o trabalho que ela vem fazendo, e que está viciado no último e incrível lançamento da amiga, “Never Be The Same”, que ele ouviu antes de todos. Mendes não experimentou muitos pratos locais porque ele segue algumas “medidas de segurança” após ter provado uma fruta típica chamada durian. “Se as demais comidas são como essa fruta, eu nunca vou comer nada do tipo”, disse ele enquanto ria. Em Singapura pela primeira vez, Shawn confessa ter se encantado pelo local: “Eu amo este lugar, é bastante ‘ocidentalizado’. Praticamente todo mundo fala inglês, o que é ótimo e faz parecer que estamos próximos de casa. ” Cantando para uma arena lotada com aproximadamente cinco mil pessoas, o astro canadense é acompanhado pelos gritos e a euforia das fãs durante os noventa minutos de apresentação – o que acontece, especialmente, quando ele mexe no cabelo e desce do palco para interagir com  algumas meninas sortudas na platéia. “Quando entrei no aeroporto de Singapura, não acreditei que tantas pessoas estivessem ali só para me receber.”, contou ele à multidão, causando risos. Além de seus inúmeros sucessos, Shawn também cantou um pequeno trecho de “Caste On The Hill”, de Ed Sheeran, enquanto tocava piano. A canção  integra um mashup do cantor envolvendo seu primeiro single da carreira, “Life Of The Party”. Ainda que “Bad Reputation” seja a sua favorita para performar e também a com maior impacto visual devido ao jogo de luzes no ápice da apresentação, foi graças a “There’s Nothing Holdin’ Me  Back” que Shawn Mendes entrou definitivamente para o hall dos jovens músicos de sucesso. Graças ao sucesso da música, Shawn venceu a categoria de “Best Song” do MTV Europe Music Awards (EMA), levando um total de quatro prêmios pra casa. Sobre essa experiência, ele relembra: “Foi insano. Eu nem esperava ganhar, muito menos a categoria de ‘Best Artist’. Foi maravilhoso.” Com 2017 se encaminhando para o fim, Mendes disse que sua resolução de Ano Novo é “continuar compondo e lançar um álbum melhor do que meus dois CDs”. Dando sequência à Handwritten (2015) e Illuminate (2016), disco que deu o nome à sua turnê, ele brincou: “Estou escrevendo tantas músicas quanto possível e haverá um terceiro álbum muito em breve.” Fonte | Tradução e Adaptação: Conexão Shawn Mendes.