Conexão Shawn Mendes » Arquivos » Spur Japão: Shawn Mendes fala sobre seu estilo, a vontade de atuar e os desafios em sua transformação num artista mais maduro

Destaques

Spur Japão: Shawn Mendes fala sobre seu estilo, a vontade de atuar e os desafios em sua transformação num artista mais maduro
15
fev
postado por
Categoria
Uncategorized

Dizem que é uma era de prosperidade para o pop e R&B, em que meninos que tocam violão estão recebendo atenção e se tornando um símbolo de grande sucesso, como Ed Sheeran. Um desses artista promissores que ganhou o coração das mulheres em todo o mundo, incluindo o Japão, é o cantor canadense Shawn Mendes.

Shawn surgiu com uma voz um tanto sombria e a sorte dos bons garotos abençoados com aparência pura, e isso o ajudou a despertar grandes e intensos amores por onde passa. Se você não teve a oportunidade de conhecê-lo ainda, confira essa entrevista exclusiva concedida no Japão, lugar escolhido para o encerramento de sua turnê mais recente.

Essa é a sua terceira visita ao Japão, e desta vez você veio um pouco mais cedo para aproveitar Tóquio por alguns dias, certo?

Shawn: Sim. Gostei de fazer compras e experimentar a realidade virtual. Como é a terceira vez, sinto que finalmente percebi que tipo de lugar é o Japão. Quando eu vim pela primeira vez, meus sentimentos por estar longe da minha cidade natal eram tão fortes que eu estava um pouco nervoso, mas fiquei surpreso com a quantidade de fãs. Fui cercado por várias pessoas enquanto caminhava por Tóquio, e havia uma história sobre as meninas japonesas ficarem agitadas quando um artista do qual elas gostam vem para cá, mas elas foram amáveis e deu tudo certo.

Você terminou a Illuminate World Tour em Tóquio. Como foi 2017?

Shawn: Foi definitivamente o ano mais emocionante da minha vida. O número de pessoas que vieram me ver ao vivo em países que visitei pela primeira vez, como o Japão, aumentou rapidamente, e “There’s Nothing Holdin ‘Me Back” tornou-se um grande sucesso e foi bem aceita, mesmo sendo diferente de tudo que eu já fiz. 2017 foi um ano louco!

Seu amadurecimento como cantor e compositor ficou bastante evidente através do segundo disco. O fato de que você está se tornando um jovem adulto contribui para a evolução como artista?

Shawn: Com certeza. Vivenciar essa segunda etapa da minha adolescência acaba por me conceder a tarefa de falar sobre as minhas experiências através das canções, músicas que acabei escrevendo justamente numa fase considerada a de maior transição, quando as pessoas parecem mudar mais e viver mais coisas. Escrever sobre quem eu quero ser, quem eu sou e sobre pessoas num geral é algo que considero importante. O processo criativo do “Illuminate” também foi algo diferente e interessante pra mim. Todos os dias, vivi novas experiências, em alguns momentos fiquei dominado por vários sentimentos e muitas vezes me senti confuso. Acho que isso contribui para dar veracidade às letras, do tipo ‘se você cantar uma das canções que escreveu na juventude quando tiver uns cinquenta anos, ainda poderá se lembrar do que sentiu e de como era ser jovem.’

Além da música, você também é a face da campanha de relógios digitais da Emporio Armani. Como foi a experiência de ser modelo?

Shawn: Até então, eu mantinha o estilo com o qual comecei a carreira, você sabe, jeans e camisetas. Então eu decidi fazer um trabalho relacionado a moda pela primeira vez, e isso era assustador (risos)! Eu desfilei para a Armani em Milão e gravei vídeos para a campanha nos quais tive que dançar, e todo mundo sabe que eu não sou realmente um bom dançarino. Eu estava bastante animado e nervoso para conhecer Giorgio Armani e ele se mostrou uma pessoa muito doce.

Seu  interesse por moda também aumentou depois da campanha?

Shawn: Sim. Comecei a gostar de relógios e anéis em particular, eu considero que isso concede um certo charme às roupas.

Você lançou um perfume, o “Shawn Signature”, e ouvi dizer que ele tem alguns ingredientes especiais na composição, é um perfume mais adocicado.

Shawn: É como uma homenagem à minha terra natal, o Canadá. Eu mesmo provei algumas essências e composições para este projeto porque queria algo unissex e que tivesse relação comigo. Me certifiquei de que a embalagem e a fragrância pudessem remeter a quem eu sou… é basicamente isso, o perfume e a campanha foram projetados para simbolizar quem eu sou, por isso as cordas de guitarra e itens que são pessoais pra mim.

Você é cantor, compositor, tem seu próprio perfume e trabalha com a Emporio Armani, como já conversamos. Existe mais alguma coisa que você queira tentar?

Shawn: Eu tenho interesse em atuar um dia. É algo que venho planejando para um futuro próximo, então estou procurando por papeis que despertem algo em mim.

Quais são suas ambições para 2018?

Shawn: Provavelmente minha maior meta no momento é lançar um terceiro álbum, melhor do que o “Illuminate”. Eu já escrevi cerca de vinte e cinco músicas  e pretendo tocar mais guitarra nesse projeto… Também seria ótimo poder me desligar um pouco da pressão e das opiniões negativas e me dedicar completamente a fazer músicas ainda mais pessoais.

Anotações e impressões da jornalista:

★ Shawn responde prontamente as perguntas e é muito rápido em elaborar respostas. Sua leve inclinação de cabeça parece acompanhar o raciocínio.

★ Ele sorri o tempo todo, especialmente quando estávamos conversando sobre moda. É adorável o jeito como Shawn é bonito e parece se sentir envergonhado.

★ Sua rotina inclui viver cercado por fãs em todos os lugares onde vai, e ele parece receber esse afeto de forma alegre. Além disso, Shawn fala sobre isso com um grande sorriso no rosto.

Fonte | Tradução e Adaptação: Conexão Shawn Mendes.

Nenhum Comentário
 
Tema por Gabriela Gomes Conexão Shawn Mendes • Hosted by Flaunt